Atlético e Coritiba voltam a campo amanhã, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O Furacão recebe o Bahia, às 18h30, na Arena da Baixada, em busca de sua primeira vitória na competição. Já o Verdão vai até Minas Gerais enfrentar o Cruzeiro, às 21h, na Arena do Jacaré.

Com a presença de Jobson, Bahia vem a Curitiba para vencer o Furacão

Com uma das três defesas mais vazadas do campeonato, o Bahia levou oito gols nas quatro primeiro rodadas do Brasileirão, mas no último jogo, contra o Fluminense, o Tricolor não sofreu gols, pois o técnico René Simões armou a equipe com três volantes, formação que deve ser mantida para a partida contra o Atlético.

O Bahia realizou seu último treinamento na manhã desta sexta-feira, no CT da Graciosa, e René Simões comandou um trabalho técnico e ainda treinou jogadas de bola parada. O treinador ainda não confirmou a escalação da equipe baiana, que deve ir a campo com Marcelo Lomba; Jancarlos, Paulo Miranda, Titi e Ávine; Marcone, Diones, Fahel e Carlos Alberto; Jobson e Júnior

“A defesa era um setor em que estávamos tentando acertar. Nos quatro primeiros jogos, levamos gols e isso incomodava. O professor René conversou conosco e tentou acertar essa marcação. Graças a Deus, deu certo no último jogo.Se você olhar o histórico da nossa primeira partida até agora, nós tivemos uma evolução muito grande. Nesse campeonato é muito difícil ter uma sequência. A equipe que consegue isso sai na frente”, afirmou o volante Fahel.

Cruzeiro estreia o técnico Joel Santana e busca primeira vitória

O Cruzeiro ainda não venceu no Campeonato Brasileiro e só tem três pontos na competição, fruto de três empates. A má campanha culminou na demissão do técnico Cuca, e para a partida contra o Coritiba, a Raposa terá a estreia de Joel Santana, que faz mistério em torno da escalação celeste e deve modificar um pouco a estrutura do time mineiro.

Nos três coletivos que comandou em sua primeira semana no Cruzeiro, Joel Santana fez inúmeros testes e observações na equipe. O treinamento desta sexta-feira, o último antes do jogo de amanhã, foi fechado à imprensa. “Não é esconde-esconde. Você tem de ter o fator surpresa, como é normal e natural a imprensa passar as situações de algumas jogadas de bolas paradas”, explicou o treinador.

Apesar do suspense, o Cruzeiro deve ir a campo com Marquinhos Paraná improvisado na lateral direita, Fabrício mantido no meio-campo, além da presença do meia Everton, o que desmancharia a formação com três volantes, bastante utilizada pela Raposa na temporada. A escalação seria a seguinte: Fábio; Marquinhos Paraná, Gil, Léo e Gilberto; Fabrício, Henrique, Everton e Montillo; Wallyson e Anselmo Ramon.