Na véspera do amistoso do Brasil contra a Alemanha (marcado para esta quarta-feira, às 15h45, no estádio Mercedes Arena, em Stuttgart), o meia Paulo Henrique Ganso falou ao site oficial da FIFA sobre a responsabilidade de vestir a camisa 10 da equipe canarinha, que já pertenceu a craques como Pelé, Zico e Rivaldo.

“Pelo que fiz na minha estreia (pela Seleção), acho que o Mano conseguiu esperar o tempo necessário para eu estar recuperado, e me deu a oportunidade. Agora eu tenho de manter, procurar melhorar, e procurar honrar esse número que é tão desejado por todos. O Mano sempre me dá total liberdade, e as pessoas cobram bastante de mim porque sabem que eu posso ajudar, e muito, a Seleção. Então eu procuro sempre dar os passes para os atacantes, facilitar o trabalho deles”, resumiu o jogador, que certamente será titular na partida contra os alemães.

Ganso lamentou a má campanha da Seleção Brasileira na Copa América, apesar de ter dado três assistências para gols da equipe, e disse que sabe da cobrança em cima dele e de Neymar, duas das grandes estrelas do time montado por Mano Menezes.”As pessoas, independentemente da nossa idade, sempre vão cobrar dos atletas que têm condições de ajudar a Seleção Brasileira e de mostrar o futebol que o povo brasileiro gosta. Então acho que, apesar disso, a gente tem de estar sempre brilhando, mostrando um bom futebol, e alegre”, finalizou Paulo Henrique Ganso.

A rádio Banda B transmite o amistoso Brasil x Alemanha a partir das 15h40 desta quarta-feira, com narração de Fernando César.