A opinião do elenco coxa-branca é unânime quando o assunto é o número de gols marcados no clássico diante do Paraná, vencido pelo placar de 4 a 2. A goleada garantiu a liderança isolada ao Coxa, mas a quantidade de gols desperdiçados pelo ataque do Verdão é tópico a ser trabalhado pelo técnico Marcelo Oliveira.

“Uma equipe campeã não pode dar o mole que demos hoje. A gente que tá jogando sabe que teve oportunidades de liquidar a partida, o quarto, quinto, sexto. Mas vamos comemorar uma vitória importante, que nos dá mais moral pra jogar pela Copa do Brasil e lá na frente a gente vai conversar”, afirmou o goleiro Edson Bastos.

Um dos principais referenciais da equipe, o goleiro conta com a larga experiência em clássicos para manter a tranquilidade em campo.” O atleta não tem que só passar, tem que deixar uma marca, temos que assumir essa responsabilidade. O grupo entende bem isso, estamos no camimnho certo”, frisou Bastos. “Cada partida entrar com espirito de decisão, uma equipe que quer ser campeã tem que vencer dentro e fora de casa”, apontou.

Vitória com Desperdício
Superior em campo, o Coxa jogou bem desde o apito inicial, mas teve pela frente um adversário igualmente empenhado e disposto a partir pra cima para garantir uma invencilidade de quatro jogos. Para o técnico Marcelo Oliveira, faltou capricho para liquidar o jogo, fator a ser trabalhado para a sequência de jogos.

“Tivemos problemas em fazer essa última jogada pra definir o jogo, principalmente em contra-ataques. É importante que a gente reflita em cima desses jogos, mesmo com vitórias, pra ter um comportamento diferente”, destacou o treinador.

“Nós fizemos por merecer o placar, em jogo de boa marcação no campo do adversário, o que nos possibilitou estar sempre com a bola pra bater pro gol”, analisou Oliveira, lamentando que as oportunidade de contra atacar o Paraná, que se lançou para tentar reverter o placar no Couto Pereira.

“Eu gostaria que fizesee todos oos gols que criou, mas futebol é assim. Estamos com os dois atacantes, Leonardo recuperando agora e o Aquino cumpre essa função de forma diferente”, disse.

Presença ilustre

O Coxa venceu o clássico deste domingo diante de um torcedor ilustre. O ex-técnico e ídolo da torcida, Ney Franco, comemorou o resultado positivo direto das arquibancadas do Couto e mereceu uma menção do atual comandante do elenco.

“O Ney é não é só um excepcional profissional, mas um grande amigo. O que estamos fazendo é dar sequência ao grande trabalho que ele fez, dando os meus valores. É importante revê-lo. Essa vitória tem um poquinho dele também”, disse, em homenagem ao técnico Campeão pela Seleção Brasileira SUb-20 e Campeão Brasileiro da Série B com o Coritiba, em 2010.