Dodô pertence ao Atlético-MG e estava emprestado ao Figueirense (Bruno Cantini/Atlético-MG/Divulgação)

Em uma demonstração de apoio e ajuda à Chapecoense, o Atlético Mineiro anunciou nesta quarta-feira que emprestou o meia-atacante Dodô ao clube catarinense sem custos. O clube de Belo Horizonte ainda pagará metade do salário do jogador. O empréstimo terá duração de um ano.

Com a decisão, Dodô seguirá jogando em Santa Catarina porque, neste ano, defendeu as cores do Figueirense, também por empréstimo. Pelo time de Florianópolis, marcou quatro gols em 29 jogos disputados. Revelado na base do Atlético, ele foi promovido em 2013 ao time principal, pelo qual foi campeão da Copa do Brasil em 2014 e campeão mineiro no ano seguinte.

Pelas redes sociais, o diretor jurídico do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, revelou que antes do acidente aéreo a Chapecoense havia demonstrado interesse na contratação de Dodô. Assim, o clube mineiro decidiu ceder o jogador como forma de ajuda ao time catarinense depois da tragédia que matou 71 pessoas, sendo 19 jogadores da Chapecoense, no dia 29 de novembro, na Colômbia.

Com o empréstimo, a Chapecoense conta com três reforços garantidos para a próxima temporada. Antes do acerto com Dodô, o time de Chapecó anunciara o goleiro Elias, do Juventude, e o zagueiro Douglas Grolli, que pertence ao Cruzeiro mas estava emprestado à Ponte Preta.