Uma carta polêmica divulgada no final da tarde desta sexta-feira (11) no site oficial do Atlético apimentou ainda mais a disputa para o Atletiba de domingo (13), válido pela final do Campeonato Paranaense 2012. “De um lado, a nação rubro-negra preocupa-se pelo histórico de erros que já prejudicaram o clube. De outro, a nação alviverde não deseja, mais uma vez, carregar o estigma de que são favorecidos pelo apito”, diz um dos trechos da carta, direcionada ao árbitro Adriano Milczvski.

A polêmica quanto à escolha de Milczvski começou depois que mais uma vez uma foto dele assistindo jogo na Arena da Baixada caiu nas redes sociais. O lado verde do Atletiba não gostou nada disso, o lado vermelho apontou possíveis erros de arbitragem que já teriam ajudado o time do Alto da Glória.

A carta

A carta não se limita apenas ao juiz da partida, trechos dela também dão uma cutucada no rival Coritiba. “É um clube com uma bela história“, diz a primeira parte do trecho, que inclusive até surpreendeu os torcedores alviverdes. Mas bastou ler a segunda linha para se perceber o que está escrito nas entrelinhas.

“É a segunda maior torcida do estado ( do Coritiba), perdendo apenas para a nação rubro-negra. Possui o segundo melhor estádio da cidade, somente atrás do palco do Mundial de 2014: a Arena. Representou nosso estado por duas vezes na Libertadores da América, apenas uma vez a menos que nós atleticanos”, dispara a carta.

Resposta alviverde

Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, o vice-presidente de futebol do Coritiba, Ernesto Pedroso, manteve a postura da diretoria do verdão de prestigiar juízes do Paraná. O cartola também deu uma cutucada na cúpula rival. “Se eles são os primeiros em tudo, não sei o motivo de se preocuparem tanto. O choro é livre”, resumiu Pedroso.

Leia na íntegra a carta direcionada ao juiz:

Caro juiz.

Neste fim de semana teremos Atletiba. Um dos clássico mais importantes do Brasil vai, mais uma vez, decidir o Campeonato Paranaense.

Porém, a arbitragem preocupa tanto atleticanos quanto coxas-brancas. De um lado, a nação rubro-negra preocupa-se pelo histórico de erros que já prejudicaram o clube.

De outro, a nação alviverde não deseja, mais uma vez, carregar o estigam de que são favorecidos pelo apito. E é justamente sobre nosso coirmão que gostaríamos de conversar com você, senhor juiz.

O Coritiba é um clube de uma bela história. A começar por sua torcida: é a segunda maior do estado, perdendo apenas para a nação rubro-negra. Possui o segundo melhor estádio da cidade, somente atrás do palco do Mundial de 2014: a Arena. Representou nosso estado por duas vezes na Libertadores da Amérida, apenas uma vez a menos que nós atleticanos.

Em respeito a toda essa história, pedimos que o senhor deixe não só a torcida atleticana em paz, mas a deles também. Que apite o jogo com justiça, não tentando influenciar o resultado.

E, mais importante: não tente fazer parte da história do Coritiba Foot Ball Club.

O nome deles é maior do que o seu.