Ouça o áudio

A primeira partida da decisão do Campeonato Paranaense acabou empatada em 2 a 2. O Atletiba na Vila Capanema foi bastante movimentado e teve duas alternâncias na ponta. Éverton Ribeiro abriu o placar para o Coritiba, Bruno Mineiro e Ligüera marcaram para o Atlético e Anderson Aquino deixou tudo igual.

A partida terminou sem que Evandro Rogério Roman mostrasse cartões. No próximo domingo (13), no Couto Pereira, as duas equipes precisam vencer para conquistar o título. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis. Antes, o Furacão tem pela frente a segunda partida das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, na quarta-feira (9).

Coxa larga na frente e Atlético busca o empate

A decisão começou em ritmo acelerado. O Atlético, escalado com o trio ofensivo que atuou no início do campeonato, tentava pressionar, mas o Coritiba, mesmo com a opção de última hora pelo volante Djair no lugar de Anderson Aquino, conseguiu equlibrar as ações de ataque.

A partida era aberta. Enquanto o Coxa arriscava de longe, o Furacão teve a chance de abrir o placar em tentativa por cobertura de Bruno Furlan. Aos 19 minutos, a consistência alviverde falou mais alto. Éverton Ribeiro girou para cima de Bruno Costa na intermediária, avançou com tranquilidade e bateu da entrada da área, no canto do goleiro Vinícius, que não teve chances.

O Rubro-negro tentou responder com Paulo Baier, de falta, e Manoel, de cabeça. Mas foi por baixo, com Bruno Mineiro, que os atleticanos chegaram ao empate. Ligüera ganhou disputa com a zaga e cruzou para Bruno Furlan, que furou. Sorte que o xará estava atento e usou o seu faro de centroavante para deixar tudo igual aos 24.

O gol animou a equipe da casa, que passou a arriscar mais de fora da área. Ligüera e Bruno Mineiro chegaram a assustar Vanderlei, mas não mexeram no placar. Final de primeiro tempo em 1 a 1 na Vila Capanema.

Papéis invertidos: Atlético vira e Coxa vai atrás da igualdade

O Atlético voltou com Taiberson no lugar de Bruno Furlan, mas foi o Coritiba que quase marcou logo de cara, em cruzamento de Éverton Ribeiro que Roberto chegou atrasado para completar. Aos nove minutos, a resposta atleticana veio em forma de gol. Ricardinho arriscou de longe, Vanderlei rebateu para frente e Ligüera apareceu como um foguete para empurrar o rebote em direção às redes.

Após o gol, Carrasco colocou Zezinho no lugar de Ricardinho e Marcelo Oliveira promoveu uma substituição dupla: Anderson Aquino e Renan Oliveira nas vagas de Djair e Lincoln.O Coxa teve a chance de empatar em cabeçada de Éverton Ribeiro, mas o Furacão ficou ainda mais perto de ampliar em chute de Taiberson que foi parar no travessão.

Sem precisar marcar mais gols devido ao regulamento da competição, o Rubro-negro passou a tentar segurar o jogo. Pensando nisso, Carrasco colocou Renan Teixeira no lugar de Ligüera. Para o Alviverde, o raciocínio era o oposto e Marcel entrou na vaga de Júnior Urso.

Pouco depois da sua entrada, o centroavante perdeu boa chance ao chutar em cima de Vinícius. No rebote, Aquino não conseguiu finalizar. Aos 34 minutos, Bruno Costa tentou afastar a bola que estava com Marcel, mas ela sobrou nos pés de Emerson, que apenas ajeitou para Aquino chutar e empatar a partida.

Com muita transpiração, mas criatividade e fôlego das duas equipes chegando ao fim, a primeira metade da decisão acabou igual.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Vila Capanema, em Curitiba (PR).
Data: 06/05/2012.
Horário: 16h00.
Árbitro: Evandro Rogério Roman.
Assistentes: José Carlos Dias Passos e Moisés Aparecido Souza.
Público pagante: 8.460.
Público total: 9.843.
Renda: R$ 146.090,00.
Gols: Éverton Ribeiro, 19’/1ºT (0-1); Bruno Mineiro, 24’/1ºT (1-1); Ligüera, 9’/2ºT (2-1); Anderson Aquino, 34’/2ºT (2-2).

Atlético: Vinícius; Pablo, Manoel, Bruno Costa e Héracles; Deivid, Paulo Baier e Martín Ligüera (Renan Teixeira); Bruno Furlan (Taiberson), Bruno Mineiro e Ricardinho (Zezinho).

Técnico: Juan Ramón Carrasco.

Coritiba: Vanderlei; Gil, Demerson, Emerson e Lucas Mendes; Júnior Urso (Marcel), Djair (Anderson Aquino), Tcheco, Lincoln (Renan Oliveira) e Everton Ribeiro; Roberto.

Técnico: Marcelo Oliveira.