Na noite desta quinta-feira (25), a Associação Profissional dos Árbitros do Paraná (APAF-PR) repudiou através de uma nota, o pedido do Atlético-PR de substituir Heber Roberto Lopes do comando do Atletiba do próximo sábado.

Confira a nota da entidade na íntegra

A Associação Profissional dos Árbitros do Paraná – APAFPR., entidade representativa dos árbitros de futebol de campo no âmbito do Estado do Paraná, vem a público repudiar a atitude do presidente do Clube Atlético Paranaense, Marcos Augusto Malucelli por ter encaminhado ofício à CBF, solicitando a substituição do árbitro do quadro da Fifa e da Federação Paranaense de Futebol, Héber Roberto Lopes, escalado por sorteio para dirigir o jogo Coritiba x Atlético, no próximo sábado, às 18h no Couto Pereira.

Desprovido de argumentos sólidos e convincentes, o sr. Malucelli sustenta seu pedido afirmando que a indicação teria sido recebida com descontentamento não só pelo clube que preside, mas também por grande parte dos meios esportivos do Paraná, citando ainda uma suposta investigação por parte do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), em face de incidentes no jogo Figueirense x Flamengo e fazendo menção a um suposto “histórico infeliz do referido árbitro em partidas anteriores de nosso clube.”

Importante ressaltar que não existe investigação a respeito, tratando-se de mais uma ilação, quanto ao jogo Figueirense 2 X 2Flamengo. Prova disso são as isentas palavras do ex-árbitro da Fifa, o cearense Dacildo Mourão, que declarou na semana seguinte ao jogo: “Flamengo tem peso 2. “Vejam o que é o peso do Flamengo. O Héber Roberto Lopes fez um brilhante trabalho no jogo Figueirense x Flamengo, domingo passado, está fora das quatro séries, pois o intocável Ronaldinho Gaúcho reclamou e falou bobagens relativas ao árbitro. Héber apenas cumpriu sua obrigação dentro das quatro linhas. Parabéns ao Heber e continue aplicando a regra com rigor contra jogadores indisciplinados e que pensam ser donos do mundo. Apenas Deus é o dono.”

O presidente do Atlético, Marcos Malucelli, menciona um eventual histórico infeliz em jogos do clube, sem dados concretos, como se o árbitro fosse o responsável pelos fracassos alcançados nos jogos arbitrados. É público e notório que dentro de campo esse glorioso clube vem atravessando dificuldades na gestão do atual presidente, lutando incessantemente para não ser rebaixado à segunda divisão nacional, motivando a torcida a constantemente pedir sua renúncia. E nesses casos, todas as arbitragens foram de fora do Estado do Paraná.

O árbitro Héber Roberto Lopes é motivo de orgulho da arbitragem paranaense, atualmente ocupa o 1º lugar no Ranking internacional da CBF e está pré-selecionado para a Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil. Tem competência e personalidade suficientes para não se deixar induzir por essa coação psicológica, cujo único objetivo é desestabilizar o árbitro na tentativa de um ganho involuntário ou justificativa prévia aos torcedores.

Cabe ainda alertar o presidente do Clube Atlético Paranaense, que a arbitragem paranaense não se curvará e jamais desviará um milímetro para beneficiar ou prejudicar intencionalmente quem quer que seja, pouco importando a tradição ou a condição econômica dos clubes interessados, pois apesar de sermos os mais fracos dessa corrente chamada futebol, talvez sejamos os mais justos e os mais injustiçados.