O Coxa venceu o Arapongas em uma partida marcada pelos números do alviverde e, principalmente, pela arbitragem polêmica de Rodolpho Toski Marques. Em um jogo que tinha muito para ser tranquilo, o árbitro não se encontrou nas marcações e se equivocou em lances que favoreciam ambos os times. Jogadas duras passaram impunes e um lance de agressão sequer foi visto pelo árbitro.

O goleiro Edson Bastos não quis se estender, mas criticou a atuação do juiz. “A arbitragem foi horrível, deixou desandar o jogo, com faltas violentas que ele não marcava. Mas é importante manter o equilíbrio e com um jogador a menos conseguimos a vitória”, analisou Bastos.

Jeci não poupou o árbitro das reclamações, mas destacou a força do time. “Futebol a gente dança conforme a música. Quantas faltas a gente teve, mas ele não deu? Equipe que quer ser campeã tem que jogar contra isso também”, alfinetou o zagueiro, que destacou a trajetória vitoriosa do time. “Hoje, mais do que nunca, a gente precisou mostrar o nosso trabalho. Estamos no caminho certo”, afirmou.

Já Emerson evitou polêmica e destacou a postura tranquila do grupo frente aos erros no apito. “A arbitragem não vamos falar, quem estava aí viu. Agora é manter a tranquilidade, porque cada jogo é decisão”, disse o zagueiro.