Eles não entraram em campo juntos em nenhuma partida, mas juntos já fizeram 40 dos 60 gols do Coritiba em 2011. Os atacantes Anderson Aquino, Bill e Marcos Aurélio, ao lado do meia e artilheiro Davi são uma ameaça para os goleiros adversários. Mostram que têm a pontaria afiada e estão de bem com a vida e com as redes.

Em um elenco cheio de heróis, esse quarteto fantástico é responsável por 66,6% dos gols do Coxa, o que cria uma disputa interna em busca da artilharia. Davi puxa a fila da artilharia com 11 gols marcados, Marcos Aurélio e Anderson Aquino estão com 10 e Bill tem 9 gols marcados.

Fato curioso se levar em conta que sempre um deles está fora. Quando Bill saiu, Anderson Aquino manteve a rotina de balançar as redes. Agora Aquino substitui Marcos Aurélio, outro goleador. Já o meia Davi iniciou o ano em busca de um lugar no time, e foi balançando as redes que ele chamou atenção e definiu seu espaço.

“Não marcamos gols sozinhos, sempre temos um passe, uma assistência ou uma ajuda dos outros que puxam a marcação e fazem suas funções táticas. E muitas vezes isso é metade do gol. Mas é legal ver que os atletas que tem funções de marcar gols estão desempenhando. Agora tudo o que fazemos é para o grupo, nada é para nós”, afirma Davi, artilheiro do Paranaense com 11 gols (dados levantado antes do encerramento da 7ª rodada).

“Em relação a elenco temos batido nisso quase que diariamente. É um trabalho em conjunto com a diretoria, que fez muito esforço para renovar como também para trazer atletas”, pondera o técnico Marcelo Oliveira.