Estadão

Se realmente a primeira impressão é a que fica, a do técnico da seleção brasileira olímpica, Rogério Micale, em relação a Neymar foi a melhor possível. Ele conversou com o craque do time e disse ter percebido nele muita disposição e espírito de colaboração com a equipe que vai tentar o ouro nos Jogos do Rio. Está convicto de que o atacante vai assumir o protagonismo que dele se espera.

O treinador revelou detalhes da conversar com Neymar no início da tarde desta terça-feira, em entrevista coletiva na Granja Comary, em Teresópolis. “Foi um bate-papo excelente, não como treinador e atleta, mas de duas pessoas que se conheceram. A impressão que tive dele foi melhor do que minha expectativa”, disse.

MICALE DENTRO

Micale elogia postura de Neymar. (Divulgação/CBF)

Micale revelou ter percebido Neymar bastante concentrado. “Está extremamente motivado, tem ciência do que representa essa conquista. Quer ajudar da melhor forma possível, se colocou à disposição para qualquer situação. Demonstrou o grande jogador que é, o que representa para o mundo.”

Ele garantiu que, da parte da comissão técnica, também será feito tudo para que Neymar se sinta à vontade no grupo. “O que pudermos fazer para o Neymar se sentir bem, vamos fazer, e esperamos a mesma cooperação porque ele está feliz por estar aqui”, afirmou. “Com o Neymar bem, nós estaremos bem, ele representa o que há de melhor no futebol brasileiro. Queremos ele feliz para trabalhar, assim vai nos dar retorno formidável ”

Isso não significa, porém, que a seleção olímpica terá uma “Neymardependência”. Não da forma clássica em que um único jogador tem a responsabilidade de carregar o time nas costas, como aconteceu recentemente na seleção com o próprio jogador do Barcelona. “Eu quero ser dependente do Neymar. Que treinador do mundo não o quer no seu time? Eu quero tê-lo sempre comigo. Existe um contexto de equipe que vamos criar, mas a importância do fator individual é grande. Ele merece todo respeito, é um jogador que desequilibra.”