Após rápida conversa com o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, Leão confirmou o seu desligamento do clube. Segundo ele, a rescisão do contrato aconteceu sem nenhum constrangimento ou brigas.

Leão estava comandando o Tricolor Paulista desde o dia 24 de outubro de 2011 e a intenção era manter o técnico apenas até o final do Brasileiro do ano passado, porém, teve seu vínciulo ampliado até dezembro de 2012.

Neste ano, sob o comando de Leão, o São Paulo foi eliminado na semifinal do Campeonato Paulista, na semifinal da Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro, tem três vitórias e três derrotas nos seis jogos disputados até agora.

O São Paulo já havia iniciado conversas com o ex-treinador do Chelsea, o português Andrés Villas-Boas, mas ele acabou recusando o convite. Segundo o primeiro Juvenal Juvêncio, o São Paulo irá abrir o cofre para contratar um técnico de ponta.