Follmann volta a caminhar aos poucos com ajuda de uma prótese (Divulgação/Chapecoense)

Um dos sobreviventes do acidente aéreo com o avião da Chapecoense que matou 71 pessoas em novembro do ano passado, o goleiro Jackson Follmann dá os primeiros passos com a nova prótese da perna direita. Follmann, que teve parte da perna amputada, está em São Paulo para realizar sessões de fisioterapia com a prótese.

“(Estou) Igual a uma criança que ganhou um doce, um carrinho. Uma coisa tão fácil, que se tornou um sonho”, disse o atleta em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo. “Estou ansioso para pegar a muleta, depois largar a muleta, fazer tudo sozinho. A gente quer andar, né. A gente sabe que tem que ter um cuidado.”

Follmann está usando uma prótese provisória. A definitiva será mais leve, feita de fibra de carbono, e o pé terá uma adaptação entre os dedos para usar chinelo e garantir um impulso maior para caminhar.

Também em entrevista à TV Globo, o fisioterapeuta José André Carvalho afirmou que a evolução de Follmann tem sido “formidável”. “Pelo fato de ele ser jovem, ser atleta, estar muito focado, determinado. Isso contribui positivamente”, disse

Já o zagueiro Neto, que teve ruptura do ligamento cruzado posterior e estiramento do ligamento cruzado anterior no acidente, correu pela primeira vez no gramado da Arena Condá desde que iniciou a fisioterapia.