Por Pedro Melo

Curitibano contará com a campeã olímpica Valeskinha dentro de quadra. (Divulgação/Clube Curitibano)

Curitiba terá um clube de vôlei pela primeira vez em quase 14 anos. Após o final do projeto do Rexona em 2003, o Clube Curitibana estreará na Superliga B, em busca de uma vaga na elite, neste sábado (21), às 18h, contra o Brusque, de Santa Catarina.

A partida acontecerá no ginásio do Clube Curitibano na rua Petit Carneiro, 970, no bairro Água Verde, com entrada gratuita para o público. O local tem capacidade para mil torcedores.

O principal nome da nova equipe curitibana será a experiente central Valeskinha, campeã olímpica em 2008, e será comandada por Jorge Edson, medalhista de ouro na Olimpíada de Barcelona em 1992.  Outro destaque conhecido é a romena Cristina Pirv, que terá a função de assessora técnica.

“É um privilégio dirigir uma equipe na Superliga B, que dá acesso à principal competição do país. E ainda mais com o nível do campeonato crescendo a cada ano. Tenho a expectativa de ter uma grande experiência ao enfrentar outros treinadores com bastante gabarito. A competição é curta, mas tenho certeza que os jogos irão ficar cada vez melhores a cada rodada”, declarou Jorge Edson, em entrevista ao site da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Na primeira fase, sete clubes jogam entre si e apenas o líder se classifica diretamente para a semifinal. As outras seis equipes disputarão as quartas de final para definir os outros três semifinalistas. Somente o campeão tem vaga garantida na elite do vôlei brasileiro.