Por Esporte Banda B com assessoria

Evento aconteceu no Triste Stadium no último final de semana. (Divulgação)

A Federação Paranaense de Futebol (FPFA), em parceria com a Fellowship of Christian Athletes (FCA), proporcionou a atletas e técnicos de futebol americano do Brasil uma oportunidade única. Entre os dias 14 e 17 de janeiro, um evento com treinadores e ex-jogadores foi realizado para que os brasileiros pudessem aprender e absorver toda a experiência dos norte-americanos.

Foram quatro gringos, entre ex-atletas e técnicos, que colocaram todo seu conhecimento à disposição de praticantes e treinadores de times do Brasil. “A FPFA conseguiu oferecer essa oportunidade para atletas das equipes Sub-19, de equipes femininas, para atletas da categoria masculino tanto da capital como do interior do estado”, destacou Vicente Brasil, presidente da Federação.

Com a missão de formar novos atletas e apaixonados por futebol americano, a FPFA comemora a realização do evento. “É nossa missão estimular o crescimento das equipes no nosso estado e dar esse exemplo para o restante do país. Queremos perpetuar o FA entre os jovens, estimular categorias menos populares como o feminino e o flag e potencializar os talentos do masculino adulto. Queremos que o Paraná continue na vanguarda do esporte e conquistando títulos regionais e nacionais”, afirmou Brasil.

Um dos 200 inscritos na clínica foi o wide receiver de 13 anos, Levi Stroparo. Ele não escondeu sua felicidade por poder trabalhar um dia com os norte-americanos. “Foi muito bom, não só pelo fato de serem muito mas muito experientes no assunto, mas também pelos ensinamentos nas técnicas mesmo”, disse.

Mais que dentro de campo, os norte-americanos também colaboraram com o crescimento do futebol americano no Brasil também colaborando na postura dos jogadores. “Não só as técnicas, mas também até mesmo lições morais. Exemplo, em um jogo não saia da partida sem agradecer ao seu adversário, porque se não fosse ele você não seria melhor”, comentou Levi Stroparo.

Formar cidadãos e pessoas, acima de atletas, é a intenção da atual gestão da FPFA, e a convivência com os gringos foi muito positiva nesse sentido, como ressalta Vicente Brasil. “Por fim o mais importante. Sabemos que o recado que os treinadores deram sobre o esporte dentro de campo se reflete na vida. É importante atuarmos na formação de atletas e de cidadãos”, afirmou o presidente.