O empate de ontem em 1 a 1 com o Gurupi (TO) não foi o resultado que a torcida esperava, nem mesmo o placar que o técnico interino Ageu tinha planejado. A ideia era vencer por 2 gols de diferença e eliminar o jogo de volta na Vila Capanema. Confirmada a partida em Curitiba, Ageu preferiu destacar a vantagem tricolor de poder empatar por 0 a 0 em casa e se classificar assim para a segunda fase da Copa do Brasil.

“Uma coisa que eu gostei é que nós saímos atrás e conseguimos controlar o emocional e conquistamos um empate que vai nos ajudar a conseguir a classificação lá em Curitiba. Mas o grande problema é que nos dois últimos jogos nós temos sofrido gols em erros fatais da equipe e isso precisa mudar”, disse Ageu.

O treinador ainda apontou outras falhas no time tricolor: “Tomamos três cartões no primeiro tempo que não precisava. A gente alerta, a gente fala, mas essa consciência é o jogador que tem que ter dentro de campo. Daí o cara faz uma falta na lateral, no meio, e é bola aérea que vem para nossa área”.

Por fim, Ageu prometeu uma longa conversa com os jogadores para tentar corrigir os erros da equipe.”A gente determina a marcação individual. Eu sempre gostei de treinadores que davam a responsabilidade para você, determinam que jogador você vai marcar. A gente mostra e determina, mas contra o Iraty já aconteceu isso. A gente vai colocar isso na cabeças dos jogadores para melhorar”, afirmou.