Ouça o áudio

Não deu para o técnico Adílson Batista. Após a quinta derrota do Rubro-negro no Campeonato Brasileiro, o treinador pediu demissão e não é mais o comandante do Atlético. Com números desfavoráveis no campeonato nacional, Batista disse que a decisão foi tomada após uma breve conversa com presidente Marcos Malucelli. “Eu estou muito decepcionado, muito chateado. Peço desculpas ao torcedor, à diretoria, às pessoas que eu tenho convívio. Infelizmente, não estamos conseguindo realizar aquilo que queremos”, afirmou.

O técnico explicou que a decisão foi pautada pensando no desempenho do clube. “Fiquei algumas noites sem dormir, tentando encontrar a melhor formação. Então eu peço desculpa ao verdadeiro atleticano, porque sei que ele tá chateado e eu tenho parcela nessa pontuação”, assumiu o ex-treinador. “Eu também estou pensando no bem do Atlético. Quero que o clube siga e que venha um profissional que dê liga”, disse, lamentando os erros e torcendo para que o Rubro-negro se recupere na competição.

Em sua primeira passagem no comando do Atlético, Adílson Batista esteve à frente por 14 partidas. No retrospecto, foram quatro vitórias, quatro empates e seis derrotas.

Confira a trajetória jogo a jogo do técnico Adílson Batista no comando do Furacão:

10/04 – Cianorte 0 x 1 Atlético-PR
13/04 – Bahia 1 x 1 Atlético-PR
16/04 – Atlético-PR 2 x 1 Paranavaí
20/04 – Atlético-PR 5 x 0 Bahia
24/04 – Atlético-PR 0 x 3 Coritiba
30/04 – Rio Branco-PR 1 x 3 Atlético-PR
04/05 – Atlético-PR 2 x 2 Vasco
12/05 – Vasco 1 x 1 Atlético-PR
21/05 – Atlético-MG 3 x 0 Atlético-PR
29/05 – Atlético-PR 0 x 1 Grêmio
04/06 – Palmeiras 1 x 0 Atlético-PR
12/06 – Atlético-PR 1 x 1 Flamengo
19/06 – Figueirense 2 x 0 Atlético-PR
25/06 – Atlético-PR 0 x 2 Bahia