unnamed

Pois é, Majestade, que título merecido, não é? É incrível como todos aqueles que criticaram, que falaram mal, que desacreditaram de um cara como você, que volta para o time de coração e o time que o revelou no auge para buscar um título inédito não só para o Cavaliers, mas para Cleveland inteira.

A maioria sabe que sou torcedor do Miami Heat, time qual você conquistou dois títulos em quatro finais disputadas nas quatro temporadas que vestiu a camisa, e quando tomou a decisão em voltar para Ohio, fiquei aliviado que sairia para cumprir uma promessa feita lá na sua cidade natal, Akron, bem pertinho da sede do Cavaliers.

Em várias rodas de discussão sobre a NBA, ouço muitos te chamarem de arrogante, de metido, babaca e outras coisas assim: confesso que prefiro não me meter nisso, apenas falar sobre o basquete que você apresenta dentro de quadra. Não admito quando te chamam de pipoqueiro. Não precisa ser nenhum gênio ou muito entendedor do jogo assim para olhar as estatísticas e se envergonhar em falar algo do tipo.

Merecido, Rei.  Você liderou simplesmente todos os quesitos no jogo 6 e no jogo 7 das finais para contrariar aqueles que dizem que você não pipoca tanto, mas que pipoca nos jogos decisivos. Claro que ainda vai ter muita gente duvidando da sua capacidade, mas tudo bem, cumpriu sua promessa e fez uma cidade inteira sorrir.

Parabéns, LeBron Raymone James, essa final contra o Golden State Warriors ficará marcada para sempre.