unnamed

Logo depois do jogo de volta das quartas de final do Champions League, entre Real Madrid x Wolfsburg, o sensacional Rodrigo Dornelles escreveu uma coluna sobre contar para os netos que viu Cristiano Ronaldo a jogar e respondendo a pergunta que ele faz no final da mesma: sim, vou contar que vi o português fazer incontáveis gols e muitos de forma extraordinária.

Vivemos em uma época que podemos olhar para a maioria dos times grandes europeus e achar um cara que desequilibre os jogos, mas não podemos negar que existem alguns específicos que são intocáveis, como o próprio Cristiano, como Messi, Neymar, Suárez, Pogba, Lewandowski , Reus e outros mais que não preciso nem citar.

Se eu precisasse escolher um pra vestir a camisa do meu time, escrevo “Ronaldo” e prego o número “7” nas costas, sem pensar duas vezes.

“Ah, mas o Messi é cinco vezes melhor do mundo!”. Ok. Messi é mais talentoso, realmente, e até acredito que seja melhor mas se eu precisar de um cara pra ser completo, eu escolho o gajo, o cara que tem mais de 500 gols na carreira, média acima de 1 de gols com a camisa do Real Madrid (360 tentos em 342 jogos) e recordista de gols na Champions League, com 93.

Cristiano não faz apenas gols. Cristiano é completo. Cristiano tem um físico excepcional, chega antes do treino e vai embora demais, Cristiano é um líder nato, Cristiano é irreverente, Cristiano dribla, Cristiano chuta com as duas pernas, Cristiano cabeceia. Cristiano é Cristiano.