(Foto: Gshow)

 

Na madrugada deste domingo (08), no quarto do líder, Kaysar abriu o coração e falou, pela primeira vez dentro do programa, sobre seu passado na Síria. Em papo com Jéssica, o brother lembrou as dificuldades de sua família, e os amigos e namorada perdidos em confrontos.

“Me dá dor no meu coração quando eu lembro dos amigos que eu perdi na guerra. Eu penso assim, se eu estivesse lá com eles, talvez estaria também morto. Todos os melhores amigos que eu tinha, estudei com eles. Perdi tantas amizades, tantas pessoas perto de mim, eram muitos amigos. Uma das histórias piores: meu amigo tava falando com a mãe dele, falando parabéns no dia das mães, e levou bala na cabeça dele. Morreu. Quantas vezes essa lembrança vem na minha cabeça. Me dá uma tristeza e, ao mesmo tempo, agradeço muito que não aconteceu isso comigo, eu tô vivo até agora. Eu tenho outros amigos que já eram, outros que foram sequestrados, furaram o corpo deles, outro cortaram pedaços e jogaram fora. Umas coisas pesadas. Quando eu vou lembrar, é muito ruim, na verdade”, lamentou Kaysar.

Durante a conversa, aos poucos, o garçom se soltou e falou de sua primeira namorada, que também morreu na guerra da Síria. “A história minha com minha primeira namorada foi ótima, linda, maravilhosa. E como acabou? Péssimo. Tudo que tava, até esperar pra ver ela, até conseguir conquistar o coração dela, segurar a mão dela, eu demorei tanto tempo e aí… Como acabou a história, é ruim quando eu lembro. É pesado. Ela morreu, sabe? Mas do jeito que ela foi, é uma coisa ruim. Não sei porque tô falando agora, mas é pesado, não sei quantas balas ela levou”, disse Kaysar.

Para ler a matéria completa no UOL clique aqui.