O cantor Naldo Benny e sua ex-mulher, Branka Silva Foto: Instagram / @naldobenny | Instagram / @brankasilva

 

Depois de Branka Silva, ex-mulher do cantor Naldo Benny, ter participado do SuperPop na última quarta-feira, 30, em que fez críticas ao cantor e sua outra esposa, Ellen Cardoso, a ‘Moranguinho’, Naldo decidiu se pronunciar em seu canal de YouTube, fazendo graves acusações a Branka.

O cantor afirma ter “provas” de que Branka teria falsificado bebidas, cometido estelionato e também praticado calúnia e difamação.

Ao mostrar o print de uma tela de celular com um número que supostamente seria o de Branka, ele afirma: “Aqui é uma prova de um assunto onde ela faz falsificação de bebida, pra vender bebida falsa”.

“A gente entrou com um processo de difamação e calúnia contra ela porque ela diz que a Ellen é prostituta. Ela sempre fala isso, de oito anos pra cá. Isso não existe. Eu queria que ela me mostrasse quem pagou pra fazer programa com a Ellen. A gente tem oito anos juntos e eu não tenho uma vírgula pra falar da Ellen. Isso não procede”, contou.

O cantor ainda expôs a questão da pensão de seu filho com ela, divulgando inclusive o valor que teria sido pago: “Enquanto meu filho teve a questão da pensão determinada pela Justiça, eu paguei um ano e um mês cerca de 30 mil reais. Depois meu filho quis se emancipar e vir morar comigo porque ele viu tudo que tava acontecendo com o dinheiro que era pra ser dele e não foi, e até hoje ela não prestou conta disso no Ministério Público.”

Naldo também contou que, quando casou-se com Ellen, ainda estava casada com a ex, pois ela se recusava a assinar o divórcio. De acordo com ele, à época, tinha alguns apartamentos e um carro, comprado à prestação, quando saiu de casa “com a roupa do corpo”, em 2010.

“Quando eu me separei, o que eu tinha de bens eram três apartamentos em Bonsucesso. Um até hoje é alugado, e o valor do apartamento alugado vai pro meu pai. Esses outros dois eu dei pra mãe do meu filho. Ela vai pra televisão e diz que não tem casa, que não teve ajuda minha e tal, esses dois apartamentos ela vendeu. Um desses ela vendeu pra duas pessoas.”

Por fim, ele nega que Branka tenha sido sua produtora desde o início de sua carreira. “Muito me estranha como ela pode dizer que foi minha produtora, criou minha carreira e tem 15 anos de trabalho comigo se depois disso ela nunca trabalhou com outro artista, nem antes nem depois”, justifica-se.

Naldo ainda falou a respeito de ter agredido Ellen recentemente: “Tenho buscado ajuda. Reconheci e aprendi. Tenho a questão do meu passado, coisas que via acontecendo com meu pai em casa, com minha mãe, agressões, isso acabou me fazendo muito mal. Tinha uma doença, um problema, em que todos os dias eu acordo ciente na minha cabeça de que tenho um problema e preciso curar isso, estar sempre em atividade contra esse mal.”

“A gente ainda não voltou. Reconheço e não concordo com tudo que sofri. Acredito que em mulher não se bate nem com flor. Pago um preço muito caro por isso, ando na rua de cabeça baixa, com vergonha das pessoas. Não posso olhar minha mulher a hora que eu quero, não posso estar com ela, tê-la, vê-la. Não posso ver minha filha no momento que eu desjo. Já tô pagando um preço muito alto”, complementou.

O E+ entrou em contato com Branka para obter sua versão sobre as acusações, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Confira o vídeo completo abaixo: