UOL

Com o retorno de Rachel Sheherazade a bancada do SBT Brasil nesta segunda-feira (14), o SBT enviou um comunicado à imprensa informando que os comentários dos telejornais serão feitos pela equipe de jornalismo em forma de editorial, isentando assim seus âncoras de exporem suas opiniões. No dia 4 de fevereiro,  Rachel se envolveu em uma polêmica, ao apoiar o ato de três moradores do Flamengo, no Rio de Janeiro, que torturaram e prenderam um suposto ladrão de 16 anos em um poste. Pressionado por comissões parlamentares e pela ameaça de perder mais de R$ 150 milhões em verbas publicitárias governamentais, o SBT decidiu retirar temporariamente a âncora e comentarista Rachel Sheherazade do ar.

Leia mais aqui