RD1

Tatá Werneck fez um desabafo à edição desta semana da revista “Contigo!”, ao falar que muitos a desafiam em relação ao seu poder de interpretação, por ser humorista. Ela revelou que muitos enxergam o humor como um primo pobre da interpretação. “Uma coisa que, às vezes, me deixa um pouco chateada é a necessidade que as pessoas têm de colocarem o comediante à prova o tempo inteiro. Tipo: ‘Tudo bem, você fez programa de improviso, uma novela e tal, mas quero ver fazer drama’. Parece que o humor é um primo pobre da interpretação. É muito discriminado, isso me chateia um pouco, porque humor tem seu valor como arte”, disse.

Leia mais aqui