Redação com EGO

paula-ePaula e Bocceli no show em SP – Foto: EGO

Parece que a polêmica participação de Paula Fernandes no show de Andrea Bocelli, na última quinta-feira, 13, em São Paulo, ainda vai dar muito o que falar. A cantora sertaneja justificou seu silêncio durante a apresentação, ao cantar com o tenor a faixa “Vivo Por Ella”, dizendo que a falta de uma cantora soprano – no caso, de Maria Aleida – de última hora teria a prejudicado.

Porém, Paula Fernandes foi desmentida por Maria Aleida. A soprano publicou um longo texto em seu Instagram, em que mostra o roteiro do show e que a música seria cantada somente por Paula e Bocelli. “Minha consciência está limpa, eu nunca abandonei o palco ou deixei de fazer o meu trabalho. Esta canção, ‘Vivo Per Ella’, nunca foi um trio”, escreveu Maria.

A soprano tem sido atacada por fãs de Paula Fernandes em suas redes sociais e, em outro post, pediu paz: “Parem de invadir meu perfil com comentários sobre uma situação que eu já expliquei”.

Sobrou até para Anitta. Em um comentário, respondendo a uma seguidora, Maria disse que a cantora, que também cantou ao lado de Bocelli, não sabia a letra. “Que me deixem em paz, que eu não tenho nada a ver com a outra que congelou no palco e não cantou. Ela não sabia a música. Nem ela, nem a outra. Chegaram ao ensaio lendo a letra da música em um papel. Uma falta de respeito total com Andrea”.

Paula dá outra versão

Em entrevista ao jornalista Bruno Astuto, Paula deu mais uma vez sua versão sobre o que aconteceu: “Naquela tarde, eu havia ensaiado com o maestro três canções, uma minha, uma com ele, Canção da Terra e, na hora do Vivo por Ella, era impossível eu fazer a parte aguda, porque sou contralto. Então o produtor do espetáculo separou os dois primeiros versos para eu cantar, e me disse que a soprano faria a parte mais aguda.

Na hora em que eu estava na coxia, praticamente entrando no palco, alguém me disse que a soprano estava com dor de garganta e não poderia cantar. Eu perguntei: “O Andrea está sabendo?” Disseram que sim, mas ele não sabia. Na hora H, eu cantei os dois versos, ele não sabia e ficou aquele silêncio. Ou seja, o que aconteceu foi uma desorganização da produção. Nem sei se ela estava doente, estou relatando o que me foi passado. O que eu vi é que ela pronta, arrumada, foi lá para trabalhar. Mas não subiu ao palco”, disse.