A modelo Renata Banhara revelou que foi agredida pelo marido após confrontá-lo sobre suposta traição Foto: Sergio Neves/Estadão

A modelo Renata Banhara, que está se recuperando das sequelas de uma infecção grave no cérebro que sofreu no ano passado, revelou para a revista Quem que foi agredida e traída pelo marido, cujo nome não foi revelado, enquanto estava tratando a doença.

Renata contou para a publicação que pensou bastante sobre revelar as agressões e que foi inspirada pelos movimentos de denúncia de assédio. “Eu refleti muito desde o dia 25 de janeiro pensando se devia ou não falar. Ponderei e cheguei à conclusão que deveria sim, pelo volume de mulheres que vivem a violência psíquica, o abandono, a hostilidade. Todos esses levaram a me manifestar. Achei que guardar isso comigo me sufocaria. Desde que fiquei doente, no início de 2017, fui a cada dia sendo desprezada e hostilizada, porém jamais imaginei que chegaria a agressão física”, disse a modelo.

Ela afirma que descobriu a traição por meio dos empregados que trabalham na casa dela, que revelaram a ela que seu marido levava a amante para lá mesmo quando Renata estava fazendo tratamento no hospital. Quando foi confrontá-lo sobre o fato, as agressões aconteceram. “Exato dia 24 para 25 de janeiro, fui falar com ele e ele surtou. Enfim, o pior ocorreu. Para que não pareça vingança, eu mantenho o nome de todos envolvidos em total privacidade. Quero justiça! Sou casada há seis anos e mais dois anos de namoro e sempre procurei manter a discrição. Continuo, mas o que vivo me cabe o direito de desabafar e desejo justiça”, desabafou Renata. Ela não informou se levará o caso para a Polícia.