Do Portal MSN

(Foto: Reprodução)

Depois de Marcão do Povo chamar Ludmilla de “macaca” ao vivo no “Balanço Geral”, da Record TV Brasília, em janeiro, a emissora será notificada pelo Ministério Público Federal para veicular mensagens contra o racismo durante 10 dias úteis. Em documento obtido pela revista “Carta Capital”, a MPF afirma que “a palavra macaco é uma das poucas expressões que consegue simbolizar com tanta força e clareza a discriminação racial e a perpetuação de uma cultura racista e preconceituosa”.

Além de veicular as propagandas contra o preconceito, o canal de Edir Macedo foi condenado a pagar indenização de R$ 500 mil pela fala de Marcão, contratado pelo SBT após a polêmica. O valor será revertido para ações de promoção de igualdade racial. Os procuradores alegaram que a declaração de Marcão “incutiu ao público a mensagem de que aos negros não é outorgado o direito de administrar, com liberdade e da melhor forma que lhes convier, a fama e o sucesso alcançados”.

Para ler a matéria completa no Portal MSN clique aqui.