(Foto: Reprodução)

 

Parece que a Peppa Pig, personagem que dá nome à popular animação infantil inglesa, não é tão inofensiva quanto parece. Pelo menos é o que anunciam vários meios de comunicação estatais da China, que a consideram uma referência negativa para os jovens. Como consequência, mais de 30 mil conteúdos relacionados à porquinha foram excluídos de uma plataforma de vídeos do país. A hashtag #PeppaPig também foi banida (via Global Times).

O desenho, que chegou na China em 2015, tem como temas centrais valores como amizade e família, sem a presença de nenhum vilão ao longo dos episódios. A produção, no entanto, ganhou popularidade entre os jovens adultos chineses no final de 2017, e promete ganhar no próximo anos dois parques temáticos, em Pequim e Xangai. A plataforma, no entanto, ainda não revelou o motivo de ter excluído os vídeos, mas a especulação é de que seria um atitude preventiva por parte da própria empresa, sem ligação alguma com o governo, considerado bastante ativo na censura da mídia.

Para ler a matéria completa no Terra clique aqui.