Do Portal M de Mulher

Eliana, grávida do segundo filho, teve que se afastar provisoriamente da televisão. A decisão foi tomada depois que a apresentadora teve um descolamento de placenta, problema que pode desencadear um parto prematuro ou óbito fetal.

Grávida de 21 semanas, Eliana espera uma menininha, fruto do seu relacionamento com o diretor de TV Adriano Ricco. A apresentadora surpreendeu a todos quando, aos 43 anos, revelou em rede nacional que Arthur, seu primeiro filho, de 5 anos, ganharia uma irmãzinha.

(Foto: Reprodução)

Embora seja pouco comum, o quadro pode ser grave. Isto porque, a depender do período em que ocorre, pode desencadear um trabalho de parto prematuro, diminuindo as chances de vida do bebê ou ainda morte fetal (quando o feto morre ainda dentro do útero), já que o fornecimento de oxigênio e nutrientes fica prejudicado.

O descolamento ocorre quando os vasos sanguíneos que ligam o útero a placenta se rompem – essa ruptura tem níveis e pode atingir de pequenas a grandes regiões, variando a gravidade do problema e, por consequência, dos tratamentos, que incluem, a depender do caso, repouso absoluto, para manter o feto dentro do útero o maior tempo possível ou manipulação medicamentosa, que visa a maturação dos pulmões do bebê para um eventual parto prematuro. Esta é a causa de um dos principais sintomas do problema, o sangramento.

Para ler a matéria completa clique aqui.