Do Portal Extra

Há dez anos, Caio Castro foi revelado num concurso do “Caldeirão do Huck”, “virou” ator por acaso, se descobriu de verdade no ofício e alcançou o posto de galã das novelas. Mas nem tudo são flores. O ator, que se prepara para encarnar Dom Pedro I em “Novo mundo”, próxima novela das seis, já pensou em largar tudo e voltar à vida de anônimo. A crise aconteceu na época em que foi protagonista de “Fina estampa”, em 2011, sua primeira novela no horário nobre.

“Eu tinha pouco tempo para mim, só para o trabalho. No fim de semana, viajava no máximo de cidades que eu podia. Para fazer renda extra para a minha família. Percebi que não conseguia mais fazer, não conseguia mais produzir. Foi o ano que eu chega atrasado ao meu trabalho sempre, que não lembrava de ler o roteiro.

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.