Em entrevista a revista “Tudo de Bom”, do jornal “O Dia” deste domingo (24), Marisa Orth contou que teve uma passagem muito triste por um hospital, quando perdeu sua mãe.

” Fiquei 70 dias ao lado dela e acabei ficando amiga da equipe”, conta a atriz, que interpreta a médica Michele no seriado “SOS Emergência”.

Marisa achava que levava a vida muito a sério e aos poucos foi aprendendo com isso.

“Eu pensava que o otimista era um pessimista mal informado. Hoje mudei de ideia. Acho o otimista mais humilde e o pessimista mais pretensioso. Quem não ri se acha muito importante”. Entretanto, a atriz conta que tem coisas que a tiram do sério. “Acordar cedo, TPM, meia de nylon furada, pasta de dente seca…”.

Sobre beleza, ela diz que só se preocupa com a saúde e malha para comer e caber em suas roupas. “Sempre fui exótica. Quem não me acha bonita, não vai me achar nem com plástica”. Ela conta que fez análise 9 anos, três vezes na semana, para lidar numa boa com a fama.

Reprodução