Maria Gadú concedeu uma entrevista ao caderno “Variedades” do “Jornal da Tarde” desta segunda-feira (29) em que afirma ter vontade de ser mãe.

“Não sei quando, nem em que circunstância. Acho a coisa do cuidar do outro sagrada”, afirmou a cantora. Ela explicou que mudou seu sobrenome, Aygadoux, para Gadú, porque ninguém sabe como escrever. “Gadú é mais simples”, disse.

Ela também foi questionada sobre a legalização da maconha. “Eu não fumo maconha. Então, não sei falar sobre esse assunto. O lance do tráfico é o que mais pega. A maconha talvez seja a droga que menos agrida, mas não sou a pessoa para falar disso.”

Reprodução