Sandy apresentou pela primeira vez para o público paulistano seu novo CD, “Manuscrito”, na noite desta quinta-feira (25), no Citibank Hall. A cantora, que iniciou com a turnê do novo trabalho no último dia 19, em Curitiba, falou em entrevista sobre os planos de aumentar a família e a carreira.

Casada com o músico Lucas Lima desde setembro de 2008, a cantora falou que não pretende ter filhos no momento. “Ainda não. Vou esperar mais um pouco. Tenho muito o que trabalhar ainda”, disse Sandy antes de entrar no palco.

Sobre o novo trabalho, a cantora afirmou que não ficou preocupada com o sucesso do CD. “Não fiquei preocupada com o sucesso, pois já o fiz por 17 anos. Fiquei preocupada onde ia divulgar, com o meu público. Senti uma insegurança por não saber o que ia acontecer”, explicou. “Sempre fico nervosa, mesmo que este seja o segundo show [da turnê Manuscrito]. Fico com um friozinho na barriga, mas isso faz parte, traz uma emoção boa.”

Questionada sobre a falta que o irmão, Júnior Lima, faz nos palcos, a cantora disse que a responsabilidade aumentou. “Sinto falta dele, agora tenho que me preocupar, tenho mais responsabilidade. Preciso prestar atenção em tudo, controlar muitas coisas ao mesmo tempo”. Além do show de hoje, Sandy voltará na sexta-feira (27) para o palco do Citibank Hall em São Paulo para o segundo show na cidade.

Emoção no palco

Quando subiu ao palco, Sandy afirmou: “Que saudade eu estava de tudo isso, estou muito feliz de estar de volta, todos esses sorissos voltados para mim, faziam três anos que não pisava no palco, não consigo nem descrever a emoção.”

Ela cantou uma música de Marisa Monte e “Put Your Records On”, de Corinne Bailey Rae. A cantora também tocou uma música no piano e disse: “Sempre me dá nervoso essa hora, ainda sou aprendiz.”

Sandy também fez uma releitura de “Wonderwall”, do grupo Oasis, e contou que foi uma música que marcou sua adolescência “A sonoridade do pop alternativo britânico é uma das minhas influências”, tocou.”

Do repertório da época em que formava dupla com Junior, ela cantou “Quando você passa” e disse se orgulhar da antiga fase. “Essa história me dá muito orgulho e muita alegria, a gente tem que se orgulhar do nosso passado, porque nosso passado constrói o que a gente é e eu sou muito feliz.”

Reprodução