Festival de Teatro

A jornada teatral da Mostra 2014 do 23° Festival de Curitiba começa nesta quarta-feira (26/3) com três espetáculos. O público poderá escolher entre “2 X Matei” (foto), às 21h, no Guairinha, “Espelho Para Cegos”, no Teatro da Reitoria e “Concreto Armado”, às 21h, no Teatro Paiol. Os três espetáculos são reapresentados nos mesmos locais e nos mesmos horários no dia seguinte, quinta-feira.

“2 X Matei”

O diretor Gilberto Gawronski e a comediante Guida Vianna são o elenco de “2 X Matei”, que traz o humor reflexivo de dois textos do romeno Matéi Visniec. O primeiro texto da montagem é “O Último Godot”. Escrito em 1987, leva à cena um personagem que sequer existe reivindicando uma participação maior na de Beckett, “Esperando Godot”. Em “O Rei, o Rato e o Bufão do Rei”, o segundo texto escolhido para compor o espetáculo, um rei e um bufão esperam num calabouço suas execuções, enquanto o povo que depôs o regime os esqueceu, em festa nas ruas.  O nome do espetáculo, que está na Mostra 2014 do Festival, é uma referência à celebre montagem 4 X Beckett, de Gerald Thomas, homenageando assim dois artistas que foram mestres dos dois atores: Sérgio Britto e Ítalo Rossi.

“Espelho Para Cegos”

“Espelho para Cegos”, a montagem da Companhia Teatro dos Novos (CTN) no Festival de Teatro de Curitiba, traz nove palcos diferentes com atuações simultâneas, além de três cenas com vídeos em uma tela de projeção e o convite para o espectador entrar no espaço cênico. Com toques multimídia, o espetáculo aborda temas como a decomposição das relações humanas, a solidão, o controle social, o aprisionamento e outros entraves contemporâneos. O texto, novamente, é do dramaturgo romeno Matéi Visniec, autor do livro “Teatro Decomposto ou O Homem-Lixo”.

“Concreto Armado”

Apontado como um dos mais promissores dramaturgos contemporâneos brasileiros, Diogo Liberano, de 26 anos, retorna ao Festival de Curitiba com “Concreto Armado”, seu quinto trabalho à frente da sua companhia, o Teatro Inominável, do Rio de Janeiro. No espetáculo que estreia nacionalmente na Mostra 2014, uma professora de Arquitetura e Urbanismo, acompanhada por seus alunos de pós-graduação, inicia uma pesquisa sobre Preservação e Restauração do Patrimônio Edificado em um Maracanã em obras, durante os preparativos para a Copa do Mundo.