Foto: Twitter.com/beyPT | Reuters / Mario Anzuoni

A rede de museus Madame Tussauds, famosa pelas estátuas de cera realistas de personalidades, estreou no início de julho uma nova escultura da cantora Beyoncé em Nova York. Quando as primeiras fotos começaram a surgir nas redes sociais, vieram críticas de que o museu representou a cantora muito branca, não condizente com o seu tom de pele real.

“Parece que o escultor nunca viu a Beyoncé na vida”, disse uma internauta. “Isso não é a Beyoncé, parece uma mistura barata de Mariah Carey e Lindsay Lohan”, comentou outra.

Não é a primeira vez que o museu teria errado a mão em uma estátua de Beyoncé. Em Istambul a escultura da cantora recebeu as mesmas críticas. Em comunicado dada ao site TMZ, o Madame Tussauds alega que a iluminação da foto contribuiu para o efeito esbranquiçado na estátua e que não representa a cor real dela.