Reprodução Instagram

O ator Fabio Assunção pediu para que o hospital Memorial Arcoverde, da cidade de Arcoverde (PE), recontrate a funcionária que o filmou. Ela foi demitida após gravar imagens do ator no último sábado, 24, quando Fabio se envolveu em uma briga em um bar e foi preso pela polícia local. Alcoolizado, ele foi levado ao centro médico, onde discutiu com enfermeiros e funcionários. O vídeo do momento foi parar nas redes sociais.

Segundo a assessoria de imprensa do ator, Assunção falou diretamente com o diretor do hospital, Joaquim Lucerna, e pediu a recontratação da profissional (ao contrário do que se divulgou anteriormente, é uma mulher).

Procurado pela reportagem, o centro médico não quis confirmar se ela será readmitida e disse que não vai mais se manifestar sobre o assunto.

Na última terça-feira, 27, a unidade de saúde publicou uma nota em que justifica a demissão, afirmando que a funcionária “feriu o código de ética e a imagem da instituição” e fez a filmagem “sem consentimento da diretoria”.