Da Redação com UOL

Reprodução

O relatório médico, realizado nas dependências da Globo durante o confinamento no “Big Brother Brasil” e que constata marcas de agressões no braço de Emilly, vazou nas redes sociais no início desta semana. De acordo com o Portal UOL, o documento serviu como prova para que o cirurgião fosse denunciado por agressão pelo Ministério Público. Feito pelo médico Elmo Marques Carneiro Filho, o texto diz que a “paciente queixava-se de dor em manobras de compressão no punho direito sem sinais de lesões de escoriações de continuidade”. Diz também que apresentava pequeno hematoma roxo claro na região posterior do braço esquerdo e outro no antebraço direito.

Procurado pelo Portal UOL, o médico se manifestou por meio de seu advogado, Ralph Lichotti, que disse que Filho não pode dar entrevista sobre fatos que envolvem paciente sua, por imperativo da Ética Médica. O advogado diz ainda que pretende processar Marcos Harter pelo vazamento, apesar de o exame ter sido publicado no Twitter por um fã clube do ex-BBB e não em seu perfil oficial.

Leia a matéria completa clicando aqui.