do Fama ao Minuto/MSN

Thamy na peça cancelada – reprodução

Depois de ter a sua peça “Trans” cancelada no fim de semana, Thammy Miranda desabafou em sua página oficial do Facebook. O ator disse que o espetáculo não foi cancelado por falta de público, “mas por falta de caráter do diretor”, Carlos Verahnnay.

“Artista sempre faz vídeo para divulgar seus trabalhos. Acho que também é nossa obrigação falar quando algo dá errado. Como todo mundo sabe, comecei a fazer uma peça chamada ‘Trans’. A gente [Thammy Miranda e Andressa Ferreira] foi convidada para fazer uma peça, no Rio de Janeiro, várias coisas foram acordadas, mas depois que estreou nada aconteceu como combinado. Começou com falta de pagamento e várias mentiras”, disse Thammy.

Em seguida, ele relatou: “Fizemos uma participação na Mostra de Tirandentes, em Minas Gerais, e ele falou para gente que seria tudo de graça, só para divulgação, mas acabamos descobrindo que ele ganhou 6 mil reais. Depois, ele falou que a Funarte iria ganhar 40% da bilheteria, inclusive eu tenho áudios dele falando isso, mas a Funarte ganha só 10%. Percebemos mentira atrás de mentira. Não só eu e a Andressa estamos com problemas com o Carlos Verahnnay, toda a equipe está com problema com ele”. Thammy disse que a equipe irá “entrar com uma ação conjunta contra o Carlos”.

Na peça teatral, o filho de Gretchen interpretava um surfista e chegou a descolorir o cabelo para o papel. Na Mostra de Tiradentes, a peça ganhou grande repercussão. O ator, inclusive, aparece sem camisa no espetáculo.

Resposta

Na noite de domingo (18), o diretor usou seu Facebook para dar sua versão, de acordo com o site da Quem Acontece. “Quero esclarecer e me defender de algumas mentiras e maldades”, disse ele, lamentando que o público ficou abaixo do esperado. “O público era, em média, de 15 a 20 pessoas por dia”.

O diretor esclareceu que parte da equipe já foi paga e outra parte será paga em breve, sem estipular datas. “Estou devendo, sim, a algumas pessoas do cenário, figurino e trilha sonora. Os técnicos que estou devendo serão devidamente pagos.”

Verahnnay pediu “desculpas pelo barraco”, mas continuou o desabafo: “É duro fazer teatro, é duro esperar uma bilheteria e a bilheteria não vir. Aí, vem uma pessoa que estreia no teatro e, sem o mínimo de humildade, acusa a mim… Eu quero que eles se retratem perante a justiça, sim. O que eles estão fazendo é muito sério. Dei a oportunidade deles fazerem teatro, que é uma arte antiga, milenar… Eles que acabaram com o espetáculo, eles que desistiram. A peça foi abortada por eles. Eles não foram profissionais.”, explicou.

Assista ao vídeo, clicando aqui