Reprodução

O médico Conrad Murray, acusado pela morte de Michael Jackson, deve estrelar um reality show, segundo o “The Sun”. Câmeras estão seguindo o médico, que montou uma equipe para reunir provas de que ele seria inocente, e estaria sendo usado como bode expiatório na morte de Michael.

A defesa de Murray pretende argumentar que existem outras pessoas do círculo de amizades de Michael que contribuíram para a morte do cantor. E que uma “pessoa misteriosa” ou até mesmo o próprio Michael teria injetado a dose fatal que culminou na tragédia, quando Murray não estava por perto.

O reality show deve ser exibido somente com o fim dos procedimentos legais relativos ao caso.