Por Marina Sequinel

(Foto: Reprodução)

“Curitiba é sinfonia genial, que vai brilhar no palco no meu carnaval”. Esse é o samba-enredo que ganhará vida durante o desfile da escola de samba Nenê da Vila Matilde no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste domingo (26). Isso mesmo: a capital paranaense será homenageada no tradicional Carnaval paulista, com o apoio da empresa Serra Verde Express.

“Não tinha como a gente deixar de fazer parte dessa iniciativa. Hoje, o evento em São Paulo já tem uma qualidade que não perde para nenhuma outra região. Ele será transmitido para 180 países, uma grande audiência que poderá conhecer um pouco de Curitiba. Depois da Copa do Mundo e das OIimpíadas, o Carnaval é o acontecimento mais visto em todo o mundo”, disse o diretor da Serra Verde, Adonai Arruda Júnior, em entrevista ao radialista Geovane Barreiro para o Jornal da Banda B 2ª Edição.

Onze vezes campeã da edição paulista, a Nenê da Vila Matilde vai desfilar as belezas de Curitiba, desde a trajetória do Cacique Tindiquera, ligada ao surgimento da cidade, até carros alegóricos com alusão ao Ópera de Arame e ao Jardim Botânico. “Nós queremos mostrar uma história contada de uma forma artística e inteligente, será maravilhoso. Eu não posso dar muitos detalhes, mas confirmo que na quinta alegoria haverá um vagão da Serra Verde, com movimento e tudo”, disse Rinaldo Mantega, presidente da escola de samba.

O desfile que homenageará a capital paranaense deve acontecer por volta das 3h deste domingo (26) e será transmitido pela televisão.
O samba-enredo da Nenê de Vila Matilde foi composto por Zé Paulo, Sandrinho, Luís Jorge, Vitão, Silas, Léo do Cavaco, Juninho e Kaska.

Confira a letra abaixo:

Voar…por este imenso paraíso
que a natureza abençoou
A águia encontra a gralha azul
Lendas, histórias vem contar
entre azaléias, araucárias e ipês
A semente que plantou vai florescer
Índio lutou, seu chão cravou
pra afastar a coroa portuguesa
O bandeirante cobiça as trilhas do ouro
Cacique valente protege o tesouro
Negro chegou, nesse lugar
trazendo a fé lá do povo de aruanda
O negro é rei, raiz verdadeira
Ajoelhou, rezou pra santa padroeira
Salve a miscigenação
Em cada sonho toma forma esse chão
Culturas cruzaram o mar
A esperança refletida no olhar
Desperta poty, vem ver a nossa arte eternizada
A poesia colorindo as calçadas
Sorriso no rosto, meu povo é mais feliz
Futuro, qualidade, educação
Exemplo de modelo à nação
Águia guerreira, um ato de amor
Curitiba é sinfonia genial
que vai brilhar, no palco no meu carnaval
Lá vem nenê, segura que eu quero ver
Meu samba vai levantar poeira
É o lado leste sacudindo a avenida
A vila exaltando Curitiba