Do Portal Extra

(Foto: Marta Szpacenkopf)

Diego Archanjo, de 17 anos, começou a usar batom para ir para a escola no começo do ano. Nesta quarta-feira, o aluno do Sistema Elite de Ensino de Nova Iguaçu foi até a coordenação da unidade para tirar uma dúvida e acabou sendo chamado por uma das coordenadoras para conversar sobre o batom. Ela pediu que ele não usasse mais a maquiagem quando fosse para a escola porque não era permitido e poderia despertar preconceito de outras pessoas.

— Na hora eu fiquei sem saber o que fazer e fui para a sala. Aí eu pensei comigo mesmo: por que ao invés de orientar a pessoa que oprime a não oprimir, ela orientou o oprimido a mudar? Foi aí que fiz um desabafo no Twitter — contou.

Para ler a matéria completa no Extra clique aqui.