Reprodução

Na manhã desta quinta-feira (29), Ana Maria Braga recebeu em seu programa Mais Você, da Globo, a advogada especialista em direito de família, Samantha Pelajo, para explicar a nova Lei do Divórcio, que permite a uma pessoa se casar em um dia e se divorciar no outro.
Durante a atração, porém, a apresentadora exaltou a importância dessa lei e revelou que enfrentou um momento constrangedor por seu pai não ter conseguido se divorciar da primeira mulher.
“Meu pai se separou da primeira mulher e para viver com a minha mãe precisou fugir para outra cidade, já que legalmente continuava casado. Isso há 60 anos era um escândalo! Então eu nasci, e meu pai tentou me registrar, mas não tinha a certidão de casamento. Constrangido, já que ninguém na cidade sabia de seu passado, ele foi até um cartório em outro local e me registrou como filha natural. Quando eu completei 16 anos, a primeira mulher dele morreu e ele finalmente se casou com minha mãe. Eu fui madrinha dessa união e só aí pude mudar minha documentação para filha legítima”, lembrou Ana emocionada.
Um dos principais responsáveis pela mudança que acelerou o pedido de divórcio é o Instituto Brasileiro de Direito de Família (Ibdfam), que conseguiu agilizar o processo de divórcio consensual anunciado na última quarta-feira (14) pelo Diário Oficial do Congresso Nacional e já está em vigor. A partir de agora, casais que queiram se divorciar estão liberados do cumprimento prévio da separação judicial por mais de um ano ou de comprovada separação de fato por mais de dois anos, como previa a Constituição.