Reprodução

A grana não é nada curta. São R$ 2 milhões para quem vencer a terceira edição de A Fazenda (Record), reality show que volta à TV nesta terça-feira (28).

Mas para ganhar todo este dinheiro, que pode realmente mudar a vida de uma pessoa, os 15 participantes escalados terão que enfrentar muitos desafios e provas, além de superar as dificuldades de conviver com pessoas das mais diferentes personalidades.

Ninguém melhor que Britto Jr., que já observou de perto as histórias das duas versões anteriores da atração, para explicar ao R7 quais são as mudanças deste ano. Além do prêmio que aumentou R$ 1 milhão em relação ao ano passado, este ano o programa dará mais R$ 1,5 milhão em prêmios durante a competição.

Segundo o apresentador, esta é a maior premiação paga na história da TV brasileira, o que vai estimular ainda mais a disputa. Os ânimos tenderão a ficar ainda mais acirrados e, de acordo com Britto, “todos devem utilizar estratégias”.

Leia a entrevista completa:

R7 – Personagens polêmicos criam obviamente polêmicas em um reality show. Esta edição de A Fazenda promete trazer nomes fortes?
Britto Jr. – Com toda certeza. Tivemos mais tempo para selecionar os participantes de acordo com um padrão heterogêneo, ou seja, pessoas bem diferentes psicologicamente. A escolha partiu de uma lista inicial com mais de cem nomes. Cerca de 50 foram entrevistados pela produção e, no final, chegamos aos 15 nomes. São pessoas de várias áreas do mundo artístico que querem muito vencer para conquistar os R$ 2 milhões. Vai pegar fogo!

R7 – Qual o motivo de ter aumentado o prêmio neste ano?
Britto Jr. – É o maior prêmio pago na história da TV brasileira e isso vai estimular ainda mais a disputa. Teremos muitas situações para flagrar com as nossas 44 câmeras e divertir o público. Eles vão fazer de tudo para vencer e é essa ambição que turbina os conflitos e faz o bicho pegar pra valer.

R7 – Você já declarou que as provas serão mais pesadas que as dos outros anos. Por que esta mudança? Serão mais físicas ou psicológicas?
Britto Jr. – Haverá provas de vários tipos: força física, resistência, habilidade, raciocínio e sorte. A equipe de criação caprichou porque queremos surpreender tanto os participantes quanto o público. Muitas destas provas serão ao vivo, o que gera um frio na barriga ainda maior. E uma das novidades desta edição é que o público, pela internet, poderá ajudar na escolha de que tipo de prova devemos realizar durante o jogo.

R7- Quais as principais diferenças desta edição de A Fazenda para as outras?
Britto Jr. – O jogo não vai perder a essência, mas o programa será mais dinâmico do que já era. Além de provas mais difíceis, teremos regras adicionais e fizemos pequenos ajustes com este propósito. Um dos locais de onde apresento A Fazenda (são dois) foi mudado de lugar para ganharmos tempo na hora da eliminação. O participante excluído do jogo não vai mais precisar cruzar a área dos bichos até chegar na porteira. O caminho foi sensivelmente reduzido pra ganharmos tempo. A decoração foi modernizada dentro da sede e novos animais foram introduzidos, como pavões, por exemplo.

R7- Como você avalia a evolução da atração? E a sua evolução como apresentador?
Britto Jr. – Da primeira para a segunda temporada já houve uma grande evolução, tanto da dinâmica do programa quanto do desempenho de todos os envolvidos. Isso também aconteceu comigo, porque a gente vai ganhando experiência e encontrando os caminhos. Sem dúvida, vamos estar ainda melhor e mais afinados na nova temporada.

R7- Você, Britto Jr., teria coragem de participar algum dia de um reality como A Fazenda?
Britto Jr. – Não me vejo como participante, porque não suporto ficar longe do computador, da TV e do telefone. Seria demais para mim [risos].