Imagem: reprodução/SporTV e Xinhua/Liu Dawei

 

Técnico campeão com a seleção brasileira em 2002 e também na fatídica Copa de 2014, quando perdeu por 7 a 1 da Alemanha, Luiz Felipe Scolari foi o convidado do programa No Ar com André Henning, no Esporte Interativo, nesta sexta (4). Entre outros assuntos, Felipão confessou ter uma mágoa grande com o narrador Galvão Bueno, da Globo.

Scolari afirmou que se nega a conversar com Galvão, por quem se julga injustiçado na avaliação do 7 a 1. Além disso, Felipão criticou a postura do narrador com a seleção, dizendo que ele se acha “o todo poderoso”.

“Teve um colega teu, de TV, que passou dez minutos depois do jogo apontando pra mim. Hoje eu não falo para esse senhor, no caso, o Galvão Bueno. Enquanto ele achar que é o todo poderoso, um deus, e que pode fazer aquilo que fez comigo, me jogando contra a torcida… Eu fico aqui. Cada um na sua. Eu não devo nada, cada um faz o seu trabalho e segue sua vida”, disse ele.

Para ler a matéria completa no UOL clique aqui.