(Foto: Reprodução)

A atriz mexicana Salma Hayek se uniu ao coro de mulheres de Hollywood que acusam Harvey Weinstein de má conduta sexual. A estrela classifica o produtor de cinema como um “monstro” em um artigo publicado pelo jornal New York Times nesta quinta-feira.

“Durante anos ele foi o meu monstro”, escreveu Salma no artigo de opinião, no qual incluiu descrições de assédio sexual, truculência e ameaças.

Holly Baird, porta-voz de Weinstein, emitiu um comunicado em nome de seu cliente na noite de quarta-feira questionando o relato de Salma e qualificando as alegações de má conduta sexual feitas por ela como imprecisas.

Mais de 50 mulheres afirmaram que Weinstein as assediou ou agrediu sexualmente ao longo das últimas três décadas. Ele negou ter feito sexo não-consensual com qualquer pessoa.

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.