(Foto: Reprodução)

Em pouco menos de 48 horas, o clipe de “Indestrutível” já ultrapassava a barreira de 2,5 milhões de visualizações. Não à toa, o novo trabalho de Pabllo Vittar emociona. Tem muito de autobiográfico no roteiro, que mostra um adolescente sendo alvo de bullying e espancamento por ser gay. Algo que a própria artista viveu. “Não foi apenas um momento, mas vários. Temos que escancarar esse assunto para que isso acabe. Ninguém merece passar por nada disso e em momento algum da vida”, desabafa.

A música faz parte do último álbum de Pabllo, “Vai passar mal”, e justamente escolhida para ser trabalhada após vários hits, numa pegada mais intimista. “Desde o começo pensei em ser o último single desse álbum. Eu sofri bastante na minha infância e adolescência e sabemos que muitos sofrem até hoje”, justifica a cantora, que chora em várias cenas do clipe.

Para ler a matéria completa no Extra clique aqui.