Foto: Facebook/IvanaVanaBananaxox Ivana Smit, 18, foi encontrada morta após cair do 20º andar de um prédio em Kuala Lumpur; a polícia tem tratado o caso como acidente

No início deste mês, a jovem holandesa Ivana Smit, 18, que trabalhava como modelo, foi encontrada morta em um arranha-céu em Kuala Lumpur, na Malásia.

As circunstâncias da morte continuam um mistério. É uma história de beleza e de morte, cheia de especulações em torno de sexo, drogas e álcool.

Ivana caiu nua de uma varanda do 20º andar, supostamente após ter saído de uma festa e ido para o apartamento de um casal.

Os pais dela foram informados de que não há suspeita de crime, apesar das investigações continuarem. O Ministério das Relações Exteriores da Holanda afirmou à BBC que a Interpol foi contatada sobre o caso.

A família da modelo começou nesta semana a fazer uma vaquinha virtual para levantar dinheiro para uma investigação independente.

Na indústria da moda, a tragédia trouxe novamente à tona os problemas que rondam o trabalho de modelos na Malásia. “Essas coisas acontecem tantas vezes – parece que isso poderia ter acontecido com qualquer um de nós”, diz à BBC a modelo Emitsa Shz.

Para ler a matéria completa na BBC Brasil clique aqui.