‘O que posso dizer além de que eu sinto muito?’, disse Karen McDougal.

Karen McDougal, ex-modelo da Playboy que afirma ter tido um caso com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante 10 meses a partir de 2006, disse —em uma entrevista ao programa Anderson Cooper 360, da rede CNN, transmitida na noite de quinta-feira— que gostaria de pedir desculpas a Melania Trump por ter se envolvido com seu marido quando ela tinha acabado de ter o primeiro filho do casal. Segundo Karen, ela se envolveu com Trump por estar apaixonada pelo magnata.

“O que posso dizer além de que eu sinto muito?”, disse ela. “Não gostaria que isso acontecesse comigo.”

 

Indagada se Trump disse alguma vez que a amava, Karen respondeu: “O tempo todo. Ele sempre dizia que me amava.” Quando questionada se pensou que o caso terminaria em casamento, ela disse: “Talvez”.

A Casa Branca diz que Trump nega ter tido um caso com Karen.

Foi sua primeira entrevista desde que ela processou a American Media Inc, proprietária do tabloide National Enquirer, no início desta semana para ser liberada de um acordo que dá à organização direitos exclusivos sobre sua história a respeito do suposto romance.

Em fevereiro a revista New Yorker noticiou que Trump teve um caso com Karen ao mesmo tempo em que estava envolvido com uma atriz pornô, e o National Enquirer pagou 150 mil dólares à modelo para evitar que sua história viesse a público.

Karen disse à CNN que está se manifestando publicamente porque “quero compartilhar minha história porque todos estão falando dela”.

A ex-modelo afirmou que ela e Trump fizeram sexo dezenas de vezes sem usar proteção depois do início do relacionamento em Los Angeles em junho de 2006, não muito tempo depois de sua esposa, Melania, dar à luz o filho Barron.

Ela disse ter conhecido o atual presidente na Mansão Playboy durante a filmagem de Celebridade Aprendiz, reality show que ele apresentava. “Fiquei atraída por ele. Ele é um homem bonito. Gostei de seu carisma”, disse.

Ainda de acordo com ela, após seu primeiro encontro com Trump, o magnata quis lhe pagar pelo encontro. “Eu realmente não sabia o que fazer. Olhei para ele e disse: ‘Não sou assim, não sou este tipo de mulher’”, disse ela. “Então ele me olhou e disse: ‘Ah, você é realmente especial.’”

McDougal revelou que ela e Trump acabaram passando “muito tempo juntos” e que também mantinham contato por telefone. “Foi uma relação real. Houve sentimentos entre nós”./ AFP, REUTERS e AP