(Foto: Reprodução/Instagram)

 

A família do DJ Avicii, como era conhecido o músico Tim Bergling, emitiu um novo comunicado a respeito de sua morte, ocorrida em 20 de abril, nesta quinta-feira, 26.

No informe, inicialmente divulgado em sueco e traduzido para o inglês pelo site da revista Variety, os familiares afirmam que Avicii não gostava dos holofotes e que não estava preparado para a indústria musical da forma como teve que se inserir nela.

Em um dos trechos mais fortes, os familiares ressaltam que “ele realmente lutou com pensamentos sobre sentido, vida e felicidade. Ele não poderia ir além.”

Confira a íntegra abaixo:

“Estocolmo, 26 de abril de 2018.

Nosso amado Tim era um sonhador, uma frágil alma artística procurando por respostas a questões existenciais.

Um perfeccionista da superação que viajou e trabalhou duro em um ritmo que o levou ao extremo estresse. 

Quando ele parou de fazer turnê, ele queria encontrar um equilíbrio na vida e ser feliz e capaz de fazer o que mais amava – música.

Ele realmente lutou com pensamentos sobre sentido, vida, felicidade.

Ele não poderia mais ir em frente.

Ele queria encontrar a paz.

Tim não foi feito para a máquina dos negócios em que ele se encontrava; ele era um cara sensível que amava seus fãs, mas evitava os holofotes.

Tim, você será sempre amado e fará triste falta.

A pessoa que você foi e sua música irão manter sua memória viva. Nós o amamos.

Sua família.”