Reprodução Instagram

 

Carla Perez não quer mais se envolver em polêmicas. A ex-dançarina do É o Tchan decidiu colocar um ponto final nas discussões sobre as razões que a levaram a sair do grupo – um dos maiores sucessos do Brasil nos anos 1990 – há cerca de 20 anos.

O assunto voltou à tona no fim de abril, quando Carla participou do programa da Sabrina Sato. Na época, a loira admitiu que sofreu uma agressão de Cumpadre Washington. “A gente teve um desentendimento. Eu era menina, muito nova e jamais iria aceitar que ninguém, muito menos homem nenhum, me agredisse. Como houve agressão gratuita eu pedi pra sair”, disse no programa.

Para “responder (a) alguns maldosos e curiosos” e lamentando que o assunto ainda continue em pauta, Carla fez um longo texto em seu Instagram para esclarecer as coisas. “Ninguém do Tchan é meu inimigo, pelo contrário: o carinho é recíproco desde o empresário, passando por músicos, cantores, dançarinos, secretários, vendedores, aos ex integrantes, sendo eles da minha época ou não”, disparou. “20 anos é tempo para amadurecimento, arrependimento e perdão”.

Usando uma das fotos de sua despedida do grupo, Carla Perez frisou que gostaria de ver em destaque o fato de que tudo foi perdoado. “Sim, ele pediu perdão! Sim e eu o perdoei!!! Agora CHEGA desse circo! Tenho muito mais o que fazer, família para cuidar e roupa para lavar!”, finalizou ela, que é casada com o cantor Xanddy e tem dois filhos com ele, Victor e Camilly.