(Foto: Reprodução/Instagram)

 

A atriz inglesa Kaya Scodelario falou com o jornal Metro sobre a decisão de contar, em outubro do ano passado, sobre um possível caso de abuso sexual que sofreu aos 12 anos nas mãos de um parente da sua mãe, que é brasileira. Na época, a protagonista da série de filmes Maze Runner disse no Twitter que o abusador ainda é protegido por outros familiares aqui no Brasil.

“Eu me lembro de pensar que se eu tivesse 12 anos e essa coisa horrível acontecesse comigo, mas eu visse uma mulher que eu admirava falando sobre isso, eu teria me sentido menos culpada. Teria me inspirado a pensar ‘isso não vai me segurar, é algo que aconteceu, mas não sou uma vítima’. Então pensei que, se eu pudesse fazer isso por uma pessoa, eu deveria fazer. Eu devo isso ao meu eu de 12 anos”, contou Kaya sobre a influência que o movimento #MeToo teve na sua decisão.

A atriz também falou que a resposta da sua família e dos seus fãs sobre a revelação tem sido ótima e vem recebendo muito apoio deles. “A resposta foi maravilhosa. Foi um alívio, mas ainda estou lidando com isso, e agora estou lidando com um novo lado disso: serei questionada sobre isso para sempre. Eu espero que isso não me defina, mas vai acompanhar meu nome e eu aceito isso”, explicou ao jornal.