(Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images for Turner Image)

 

James Franco e Aziz Ansari foram premiados com Globos de Ouro no início de janeiro, e ambos já enfrentaram acusações de mulheres como parte do movimento #MeToo. Mas, na noite de domingo, 21, com os dois atores nomeados para Screen Actors Guild Awards (SAG), apenas Franco apareceu à cerimônia, em Los Angeles.

Ansari concorria como melhor ator em uma série de comédia, mas perdeu para William H. Macy de Shameless. Ele foi o único candidato em sua categoria a ignorar o show de prêmios em Los Angeles, um importante evento da indústria onde a campanha para o Oscar é comum. Uma mulher acusou Ansari de coerção sexual agressiva em um artigo publicado em 13 de janeiro e, em resposta, ele disse acreditar que sua relação com a mulher foi “completamente consensual”.

Presente à cerimônia do SAG, Franco apareceu brevemente diante da câmera de TV quando os indicados em sua categoria (melhor ator no cinema) foram apresentados. Recebeu aplausos discretos – o ator não conseguiu apresentar mais que um sorriso amarelo. Ao final, o vencedor foi Gary Oldman, por O “Destino de uma Nação”.

As diferentes reações dos atores durante a cerimônia SAG ilustram a dificuldade de se manter uma personalidade pública e aceitar elogios da indústria, enquanto colegas e fãs lutam com acusações sexuais.

O incômodo de James Franco era justificável – logo depois que ele conquistou o Globo de Ouro por “O Artista do Desastre”, no qual interpreta e dirige, várias mulheres o acusaram de explorá-las sexualmente ou por algum outro comportamento inapropriado. Algumas delas usaram as redes sociais para descrever suas experiências com ele, enquanto cinco mulheres falaram com o “Los Angeles Times”.

Franco negou as acusações. Em 9 de janeiro, o ator disse em uma entrevista a Stephen Colbert no “The Late Show” que ele estava “aqui para ouvir e aprender e mudar a minha perspectiva”. “As coisas que escutei sobre o que estava escrito no Twitter não são precisas, mas apoio completamente as pessoas que lutam para ter uma voz”, disse.